sábado, março 07, 2009

OLHO NO OLHO, COM UMA FERA


Gentes,

Essa minha mudança para o sítio está me trazendo momentos de aventuras com animais que eu nunca havia sonhado. Difícil o dia em que não haja alguma historinha interessante.

Outro dia, estava fotografando um urubu pousado sobre um poste de uns cinco metro de altura. Portanto, uma distância curta que faria com que qualquer outra ave fugisse espavorida. Pois o urubu, não! Calmamente, me observava, enquanto a máquina ia dando seus “clicks”. Até que acionei o “zoon”, para fotografá-lo em ponto maior. Pois bastou o leve zumbido do mecanismo para que ele abrisse totalmente as asas, voltado para mim e sem sair do lugar, mostrando toda sua magnífica envergadura de asas, numa pose de fazer inveja a qualquer modelo fotográfico profissional. Porém, para seu azar, o fotógrafo não é tão bom e não levou muito em conta a luminosidade que não era favorável. Uma pena!

Ontem, sai para ver umas plantas. Ao aproximar-me de uma jabuticabeira, comecei a ouvir uns guinchos, sinal de caxinguelê bem próximo.

Vocês sabem o que é caxinguelê? É também conhecido por serelepe, ou por esquilo. Quem já viu os desenhos animados ou as revistinhas do Disney, deve lembrar-se dos esquilos Tico e Teco. Pois é! É um Tico. Ou um Teco, como queiram.

Normalmente, quando alguém se aproxima, eles fogem rapidamente. Pois esse Teco do qual quero falar, não. Ficou lá guinchando, olhando para mim, muito bravo com minha presença. Era óbvio que alguma coisa estava acontecendo por ali. Caxinguelê nenhum fica a três metros de uma pessoa, sem um motivo muito especial.

Enquanto Teco ficava esbravejando, pulando para o chão, subindo na outra jabuticabeira, voltando ao chão e retornando à primeira jabuticabeira, e repetindo toda essa movimentação, como se quisesse me assustar, procurei ver o que acontecia. Um segundo caxinguelê, na primeira jabuticabeira, procurava manter sua presença oculta, por trás da galharia da arvore. Vez ou outra mostrava sua cabeça, tentando ver se eu ainda estava por ali.

Tentei entender. Haveria, por ali, algum esconderijo de sementes, que eles costumam ter? Ou seria a toca do casalzinho? Não me pareceu.

Seriam dois prestimosos pais levando seus filhotes para passear? Neste caso, enquanto mamãe procurava manter a ninhada escondida, papai tratava de defender sua família? Era uma hipótese, já que o segundo esquilo, ao invés de fugir, visivelmente procurava se ocultar e, talvez, à filharada.

Ou então, o Teco ainda estava “cantando” a Tica e, enciumado, me viu como um possível rival e quisesse disputá-la no braço?

A situação exigia pensamento e ação rápidos. Passar por eles ou voltar para trás? Não tive dúvidas. Vagarosamente, sempre olhos nos olhos com o Teco, fui recuando, recuando, até virar-me e sair correndo.

Correndo para ir buscar a máquina fotográfica! Afinal, não é todo dia que temos o espetáculo imperdível de um esquilo de uns 20 centímetros de altura, com uns 30 centímetros da ponta do focinho à ponta da cauda, com o pelo do rabo todo eriçado, nervoso, pulando na nossa frente como se dissesse:

“Não vem, não! Não vem que eu sou grande e acabo com você!!!”

Voltei bem rápido com a máquina, mas eles já haviam sumido.

- - -

Obs: foto de Ruy Salaverry, no endereço:

http://www.faunacps.cnpm.embrapa.br/mamifero/images/caxing.jpg


HUMORACIDO

Minha amiga Ethel Scliar, do blog HUMORACIDO, está de volta. Seu endereço?

http://womarket1.blogspot.com/

A Scliar costuma comentar aquelas notícias de jornais que costumam ficar entaladas nas nossas gargantas. Vejam seus comentários sobre os 3.000 professores que tiveram nota ZERO nos exames de avalição.

OLHA QUE BLOG MANEIRO!

Minha amiga Maria Helena, do blog CAMINHO SUAVE, que não conheço pessoalmente mas imagino ser uma pessoa com muita sensibilidade, muito delicada, presenteou-me com o selo "OLHA QUE BLOG MANEIRO!". Muito obrigado pela lembrança, Maria Helena.

Não deixem de conhecer este blog: http://caminhosuavedamaria.blogspot.com/

Aliás, prometo a todos que vou atualizar minha galeria de selos. Já são diversos que ainda não foram colocados. Mas, eu chego lá! Por agora, o importante é que estou voltando às atividades bloguísticas. Tanto neste (já tenho alguns textos prontos) como, nos próximos dias, no Blog do Eddie Wood - http://www.edbeagle.blogspot.com/ Para quem não sabe, neste último, exerço o papel de digitador para as histórias que me são ditadas pelo Eddie Wood, um legítimo malandro/comilão/ desobediente/bagunceiro/destruidor/dorminhoco cão da raça beagle. Nestas alturas, já não sei mais se sou o seu dono ou se é ele que manda em mim.

EXPOSIÇÃO DE ORQUÍDEAS EM VINHEDO/SP

Nos próximos dias 17 a 19 de abril, nós, do Clube Amigos da Orquídea-ViVa, CAO-ViVa, de Vinhedo/SP, estaremos realizando nossa exposição anual. Na próxima postagem, trarei maiores detalhes.

Abração,

JF


11 comentários:

Anônimo disse...

Olá!
Que bom tê-lo de volta! Estava com saudades de seus causos. às vezes fico pensando que você não mora na zona rural de Itatiba, mas na Floresta Amazônica. Tem corvos, macacos, esquilos ...rsrs
Um beijo pra Nina.
Boa noite e não vá sumir de novo!
Maith

Magui disse...

Realmente é uma beleza poder ver estes quadros da natureza ao vivo.Eu também vejo alguma coisa por aqui e brinco que vou promover o Turismo de Observação de Pássaros.

maray disse...

obrigada pela visita e pelo link! Tenho uma Nina em casa, também! Minha flha. Bióloga, metida a Indiana Jones, passa os dias entretida com preás, que ela estuda, anilha, fotografa, marca, alimenta, ama de paixão. Acho que ela teve a quem puxar..nos meus tempos de psicóloga eu tinha que estudar os ratinhos e cia. Acabei me apegando. Fazer o que? Gostei muito dos seus esquilos. Costumo vê-los em Juquitiba. Mas acho que não vão com minha cara. Fogem logo :)
abração

Lino disse...

JF, o urubu tinha mania de estrela. Então, fez pose para as suas fotos.

Blog do Beagle disse...

Eu tava com saudade docê, moço. Estive na praia e pouco bloguei. Já retornei às atividades, visse??? Eu vi um caxinguelê bem de pertinho na mata, atras de uma fábrica para a qual eu advogo. Fiquei doida com a beleza e simpatia do moçoilo. Bjkª. Elza

DILERMArtins disse...

Mas bah, JF.
Que bom tê-lo de volta!
Afinal somos assim, meio parecidos, aposentados, morando em sítio, escrevendo por pelo simples prazer de contar histórias...
Parabéns pelo texto!

Marco disse...

Grande amigo de infância J.F.! Que bom tê-lo de volta às lides bloguísticas!
Sobre este seu post-documentário da vida selvagem, primeiramente, gostei de saber o que era caxinguelê. Quando criança, a gente chamava os ventos para empinar as pipas cantando: "vem, vento, caxinguelê, cachorro-do-mato quer me morder!" Eu nunca soube o que era caxinguelê, agora sei. Valeu!
Você também me fez lembrar do Pato Donald e suas eternas brigas com Tico e Teco. Pena você não ter conseguido fotografar o Teco valentão. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Claudinha ੴ disse...

olá JF! Desculpe-me a demora em voltar aqui! Tive uns probleminhas com meu pai (pneumonia), mas agora já está tudo bem.
A natureza é fonte de inspiração, aprendixado e descoberta. Desde criança que perco muitos minutos preciosos observando uma formiguinha, um barbeiro... Os animais tem muito a nos ensinar e nçao fique triste por ter perdido a foto, você vai conseguir outras mais!
Beijos procê, Nina, Lu e toda a família, inclusive o Ed.

Taty e Ana disse...

Te vi respondendo no blog do arteiro, não aguentei a curiosidade. Como você também moro próximo a Mata Atlantica, engraçado como a natureza exerce grande magia sobre nós!
Hoje sou uma amante fiel do verde, dos animais e de bastante flash sobre eles!
Ana Laura

Menina Magrelinha disse...

Q bom q voltou!!

Eu queria ver um esquilinho assim de pertinho... deve ser mto legal ter esse contato todo a natureza, aqui em ap só vemos pedras e pedras e outros tipos de animais.
beijos e boa semana

mãaes mulheres e afins disse...

Oi J.F
Que bom tê-lo de volta. E obrigada por visitar-me.
Ando tão preguiçosa...
Estes bichinhos são presentes da natureza, não acha?
Minha filha, depois que a Sophie descansou, esta com 2 gatinhos...
Acho que é um bom causo pra escrever no meu blog.
To indo pra lá.
Obrigada pela visita.
Um forte abraço
Miriam