terça-feira, novembro 13, 2007

Notícias

Alô, pessoal.

Agora, fiquei assustado. Um mês sem postar nenhuma mensagem. Que vergonha, Zeca!!!

É a correria. Uma série de coisas acontecendo ao mesmo tempo.

Finalmente, depois de um ano, vendi o apartamento. Vendi, mas não entreguei! Hehehehehehe! Brincadeira! É que o negócio ainda não foi concluído. Assinamos o Instrumento Particular de Compra e Venda. Recebi o valor do sinal e... saí correndo para pagar um monte de dívidas. Sim! Como bom brasileiro, eu também vivo "pendurado". No início de janeiro, a negociação se encerra e... vida nova!

Antes disso, entretanto, ou seja: na primeira quinzena de dezembro, já estaremos nos mudando de São Paulo para o sítio, em Itatiba-SP. Vamos fazer companhia para meu pai, o "Seu" Amélio, de 92 anos.

Na próxima quinta feira, dia 15, a Nina e eu estaremos voando para Fortaleza. Fui convidado para fazer parte da comissão julgadora da exposição de orquídeas organizada pela Assoociação Cearense de Orquidófilos. Na 6ª feira é o julgamento. No domingo de manhã, será a minha palestra "Julgamentos de orquídeas, segundo os critérios do American Orchid Society". A exposição vai de 6ª feira até o domingo. A partir daí, ficaremos hospedados no apartamento de nossa querida amiga Vera Coelho, até a 5ª feira, quando retornamos a São Paulo.

Por incrível que pareça, em 38 anos de casados, é a segunda vez que a Nina e eu viajamos sem ser a trabalho. A primeira vez foi na lua-de-mel. Segunda vez? Já não é mais a segunda.

Hoje pela manhã, comentei com uma cliente a ida a Fortaleza. Essa cliente possui alguns imóveis naquela cidade. Coincidentemente, também estará viajando para lá no dia 15. Pois não é que acabamos marcando uma reunião para a 2ª feira, em Fortaleza, ela, dois filhos e eu? Pronto! Já posso dizer que a única vez em que a Nina e eu viajamos sem preocupação de trabalho, nos 38 anos de casados, foi na lua-de-mel. Só uma vez! Uma única viajenzinha! Pode?

Outra notícia.

Como a maioria dos leitores do blog já devem ter percebido, minha esposa Nina e eu, mais minha filha Lu Farias (do blog Eeeeeeeeepa - opa! acho que coloquei alguns "e"s a mais!) e o marido Vagner, mais nossas duas netas Juliana e Vanessa (as duas também são blogueiras - vejam lá na minha lista de links para outros blogs) formamos o grupo vocal Família Jacaré. E, interessante!, gostamos de nos apresentar. E onde somos convidados, lá vamos nós. No dia 11 de outubro fizemos uma apresentação de 40 minutos na E. E. Profª Carmosina Monteiro Vianna, lá na Vila Medeiros, um bairro daqui de São Paulo. Sabem onde é? Nós, também não! Só sabemos que conseguimos chegar lá. Mas, não perguntem como. A apresentação foi um tanto improvisada, sem equipamentos de amplificação de som e sem a nossa percussão. Só as vozes e um violão. Foi na Biblioteca da escola, um local pequeno mas com bastante gente assistindo. Deixando a modéstia de lado, sentimos que agradamos bastante, com nosso estilo de músicas bem alegres, engraçadas, algumas até teatralizadas. Ontem, recebemos da Direção da escola o e-mail abaixo:



From: E. E. profª Carmosina Monteiro Vianna <e001296a@see.sp.gov.br >
Date: 08/11/2007 16:14
Subject: Agradecimento
To: coraldojacare@gmail.com

Nós da E.E. Profª Carmosina Monteiro Vianna , vimos por meio deste agradecer pela apresentação realizada nesta escola no dia 11 de outubro .
Eu achei muito bom, e interesante, prinsipalmente a cação da da Maria das dores.muiobrigado por te vindo a nossa escola.
( ricardo ,14 anos 7°c )
Eu achei um trabalho diferente, legal e interesante.E gostei muito das cantigas prinsipalmente do mistereco e Maria das dores.
Agradeso a sua por sua cultura antiga que quisseram passar para nos. MUITO OBRIGADO
( thiago ,13 anos 7°c )
A apresentação foi belíssima, muito entusiasmante e esperamos poder assistí-los novamente...
(Cristina Aparecida Sanches, Diretora da escola .)


Gentes, viram que coisa mais linda? Jovens de 13 e 14 anos se encantando com músicas de Alvarenga e Ranchinho, que foram sucesso nas décadas de 40 e 50, lá no século passado.

Não poderia deixar de agradecer à manifestação. Enviei à escola o e-mail seguinte:



Sra. Cristina Aparecida Sanches,
Diretora da
E. E. Profª Carmosina Monteiro Vianna

Professora,

O grupo todo ficou muito feliz com estas opiniões. Para nós, cantar em grupo é uma manifestação íntima de carinho familiar. Poder levar esta nossa forma de amor a outras pessoas nos é muito gratificante. E vermos as opiniões favoráveis de jovens, só nos entusiasma e nos anima a cada vez mais desenvolver esta nossa forma de alegria familiar.

Quero, em nome de todo o grupo, agradecer a acolhida muito gentil que tivemos em sua Escola e nos colocar à disposição para outras apresentações. Para isto, basta um contato telefônico ou por e-mail, com uma boa antecedência, como foi feito pela Profª Sueli.

Gostaria de pedir um favor. Na nossa apresentação, estava presente um professor de português. Infelizmente, não lembro o nome, mas a Profª Sueli deve lembrar quem era. Ficou sentado na frente, próximo da porta. Esse professor nos solicitou a letra da música "Linda Meu Bem", pois esse texto lhe seria útil nas aulas. Fiquei de lhe enviar por e-mail, mas perdi a anotação do endereço e do próprio nome do professor. Dessa forma, estou enviando, em anexo, a gravação original, com o cantor Ary Toledo, e a letra da música. Peço que tente identificar o professor e encaminhar esses anexos a ele.

Um grande abraço do grupo Família Jacaré a todas as pessoas ligadas à E. E. Profª Carmosina Monteiro Vianna.

José Francisco Vannucchi



Tanto o e-mail da diretora da escola quanto meu e-mail de resposta, transcrevi nas listas de discussão NESO e TatoFischer.

Nosso querido Tato Fischer, Diretor Artístico do nosso grupo, compositor, cantor, instrumentista, mágico, professor de canto, diretor teatral e diretor musical, que participou do grupo Secos e Molhados, entre outras qualidades, nos mandou a mensagem abaixo:



PARABÉNS, FAMÍLIA JACARÉ!
SUCESSO, SEMPRE!
Beijo e Luz
TAto


Obrigado, Tato! Você, que acreditou em nós antes mesmo que nós acreditássemos, tem um lugar especial no coração de todos nós.



Na lista NESO, minha amiga Lana Silveira, que vocês já conhecem através de um texto muito lindo escrito por ela, sobre a Mãe, e que eu transcrevi aqui no Blog, umas duas ou três postagens atrás, pois a Lana, que é dotada de uma sensibilidade enorme, postou lá na NESO a sequinte mensagem:



Oi JF,
é muito gratificante ter amigos como voces! Desejo de coração que voces tenham muito sucesso como Família Jacaré. Que sempre tenham esse carinho com todos.
dona Amélia deve estar toda orgulhosa da família que deixou muito bem formada, equilibrada, amada por muitos, e transmitindo sempre muito amor.
No plano invisível onde se encontra junto a Deus, muitas vezes está presente em suas apresentações, pra matar as saudades......
Aprendi com voce JF, a amar dona Amélia. Criatura divina que amava tanto os seus e os animais. Lembro sempre da arara vermelha que ela na sua bondade punha ovos de galinha para a arara chocar. Só um espírito evoluido como dona Amélia poderia sentir o desejo materno de uma arara.
O céu anda mais calmo,prestem atenção, dona Amélia cuida com desvelo das aves de Deus.
Parabéns JF, sucesso, pra voces todos.
beijos
Lana



Lana, amiga querida. Você conseguiu me arrancar algumas lágrimas. Mostrei sua mensagem à Nina e ela ficou igualmente emocionada. Minha mãe foi mesmo uma criatura excepcional. Que bom ver esse seu carinho para com ela, mesmo sem conhecê-la pessoalmente. Obrigado. Que Deus proteja você e os seus.

Hoje, o Blog está meio jornalístico. Outra notícia. Agora sobre a Maith.

A Maith é uma blogueira sensacional. É a bisavó mais jovem da Internet. Não estou falando em cronologia, pois não sei a idade da Maith. Mas, acho que, mesmo cronologicamente, ela é jovem. Mas, quanto ao espírito, a Maith está na juventude.

Como minha filhota Ma (ela adotou a Nina e eu como pais e nós a adotamos como filha querida também - adoção mútua), lá de Sorocaba, ela é torcedora do glorioso e insuperável São Paulo Futebol Clube e do São Bento.

Pois é! A Maith me deixou uma mensagem estranha. Imaginem que ela enviou uma mensagem e ... sumiu! Sumiu a mensagem, não a Maith!

Maith, amiga. Sumir uma mensagem sua é uma coisa lamentável! Nem imagino como isso pode ter acontecido. Você tem toda a razão de ficar triste, pois isso me deixa triste, também. Mensagem sua é algo que não dispenso. Infelizmente, essa eu também não entendi. Acho que vou reclamar com o titio Bill Gates!

Pessoal, os blogs da Maith são bem fáceis de serem encontrados e valem a pena serem vistos. A originalidade e a alegria já começa nos nomes. Vão lá ver e depois me contem. E deixem, lá mesmo, nos dois blogs, mensagens para ela. Na minha página de entrada, na coluna dos links para blogs amigos, vocês encontrarão o caminho. Basta clicarem sobre os nomes dos blogs da Maith: "Cuidado, Estão te Espiando" e "A Bisavó Blogueira". Depois que entrarem nos blogs, não esqueçam de colocá-los entre os seus "Favoritos". Assim, será mais fácil retornarem sempre.

Bem, pessoal. Por hoje, foram essas notícias. Prometo trazer, brevemente, novos "causos", ainda antes da mudança para Itatiba, mas depois da quase segunda lua-de-mel com a Nina (esses clientes!).

Abração,
JF




2 comentários:

Lunna Montez'zinny disse...

Oi J.F (Zeca seria para os íntimos?). Risos. Nossa! Quanta novidade num só post. Ainda bem que dei uma respirada no começo.
Espero que a viagem para Fortaleza seja agradável e fico feliz com a notícia sobre a apresentação, ainda existem pessoas com bom gosto, mesmo sendo jovens (risos).
Fala do lado de cá a menina "zinha" que em breve agrega um ano a mais nas costas (rindo mais ainda).
Beijos a Nina.
Abraços a vc.
Se quiser beijo vc também (só pessoalmente)...

Anônimo disse...

Olá!
Foi um prazer imenso recebe-lo em meu blog e estar aqui novamente para dar uma prosinha com vc. Só agora fiquei sabendo que é pai da Lu que é minha amiga e sócia. Sabe que estamos pensando em editar juntas um livro? Veja só que luxo!
Eu gostaria de manter um contato com essa Má de Sorocaba, sua filha adotiva. Vc poderia me dar seu e-mail?
Obrigada por tudo e espero vê-lo mais vezes embora só virtualmente.
Um abraço
Maith