quarta-feira, agosto 06, 2008

MODERNIZANDO OS PROVÉRBIOS ANTIGOS

Minha nova postagem já está pronta. Porém, como meu chargista Vagner, coincidentemente meu genro e marido da Lu, do ...EEEPAA!, ainda não entregou a respectiva ilustração, e como surgiu assunto novo, resolvi adiar um pouco aquela postagem e tratar de outros assuntos.

Hoje, caiu-me nas mãos um jornal sensacionalista. Desses que gostam de relatar crimes para chamar atenção dos leitores. Quando terminei de ver, reparei que tinha sangue até no chão. Verdade!

Mas, o que mais me chamou a atenção foi a história ocorrida lá no interior do Rio Grande do Sul.

O velhinho, um ceguinho aposentado por invalidez, chegou ao banco e, guiando-se por sua bengala, foi direto ao caixa eletrônico. Depois de digitar seus dados e retirar os proventos de sua aposentadoria, uns cidadãos que o vigiavam se aproximaram:

“Tchê! Tu tege preso, tchê!”

E lá se foi o pobre coitado literalmente ver o sol nascer quadrado lá no xilindró (eita, palavra velha!). É que a polícia já o vinha vigiando. Na hora em que ele, sozinho, fez todas as digitações na máquina, a polícia viu que ali tinha dente de coelho. Ou olho de lince! Enfim, coisa errada. Como é que o cego digitava tão direitinho?

Mas, essa foi apenas a gota d’água que entornou o copo da desconfiança. Na verdade, os policiais já tinham ficado bastante desconfiados quando o ceguinho chegou ao banco dirigindo seu próprio automóvel, cuja marca o repórter não citou.

Foi meditando sobre isso que vi que o provérbio está incompleto. Assim, ao menos para mim, o provérbio passa a ser: “Em terra de cego, quem tem um olho é rei. E quem tem dois... é estelionatário!”

AS FOTOS DA MARIA RITA

Pessoal,

Em 1952, Jorge Amado e Zelia Gatai viajaram pela famosa estrada de ferro Trans-siberiana, de Moscou até a Mongólia e, desse ponto, de avião, até Pequim. Possivelmente, foram os primeiros brasileiros a fazerem essa viagem, conforme nos relata a Zélia, em seus livros. Acredito que, até hoje, bem poucos brasileiros tenham tido a oportunidade de visitar essas regiões remotas. Pois neste final de julho e início de agosto, meus amigos cariocas Maria Rita, seu marido Milton (meu contemporâneo no Colégio Santo Inácio, ali no Botafoogo), o filho Paulo Rubens e a neta Janine fizeram essa mesma viagem, mas partindo de Pequim e tomando o trem na Mongólia para Moscou.

A Maria Rita está relatando essa viagem através de suas fotos. Ainda não completou, mas já são mais de 2.000 fotos que mostram a sensibilidade da autora diante de cenários tão lindos e situações tão novas. Cidades como Ulan Bator, Irkustisk, Novosibirski, Yekateriniburg (onde acaba a Sibéria na Trans-siberiana), Kazan (povo Tatar), Moscou, St Petersburgo. Também fotos feitas no Lago Baikal, no Deserto de Gobi e no próprio trem trans-siberiano, além de fotos de pessoas desses locais. É um belíssimo trabalho e que vale a pena ser visto. Na minha lista de blogues amigos já há o link para o “Álbum de Fotos, da Maria Rita”. De qualquer forma, o endereço é:

http://www.flickr.com/photos/29270995@N05/

Não deixem de ver.

- - - - -

É isso, pessoal.

Abração para todos

JF

14 comentários:

Blog do Beagle disse...

Êiiiiiiita ceguinho esperto! Vá enxergar assim na cadeia que é melhor, ora! Vou lá visitar o album indicado e depois eu conto o que me atraiu. Bjkª. Elza

Mães e afins disse...

Ola J.R
Voce me inspirou novamente.
Me aguarde.
Pena que agora só tive tempo de ler.
Miriam

Marco disse...

Enquanto o ceguinho estava digitando a senha, tudo bem. A tecla 5 tem uma ranhura especial que ajuda os deficientes visuais. Mas chegar dirigindo automóvel, caraco, esse cego enxerga melhor do que eu!
Um abração. Depois vou dar uma espiada nas fotos do extremo Oriente. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Maria Helena disse...

JF
Vixe!!!????Que malandro??? Já pensou se Deus o castiga?????
Não ia nem ver o sol nascer.
Merecia...néééé!!!!?????
Vc fez um comentário lá no Caminho Suave,recebí o e-mail)mas não saiu a publicação,o que será que aconteceu?????
Um abraço.

maith disse...

Aqui estou eu de novo!
Fiquei com pena do ceguinho. Tem tanto ladrão por ai para a policia pegar e ela vai logo em cima do ceguinho que afinal não fez nada demais a não ser se fingir de cego! Quem sabe ele é mesmo cego e conseguiu desenvolver algum sentido que substitue a vista e que ninguem ainda conhece? Ou será que ele é um místico que enxerga com os "olhos da alma"?
Eu acho que o provérbio seria:" Em terra de olhos gordos, ser cego é crime."
Beijos para todoa.
Boa noite!

Marco disse...

Feliz Dia dos Pais, meu caro amigo de infância. Carpe Diem.

MAGRELA disse...

OIii
q ceguinho hein??!! pior q tem mtos desses espalhados por ai...

feliz dia dos pais!
beijoss

Nina Maria disse...

Querido, eu não poderia deixar de entrar para desejar um Feliz Dia dos Pais! É emocionante ver o amor que os nossos filhos têm por você. Você merece, por ser como é. Um pai amigo, leal e sempre presente.
Um beijo
Todo o nosso amor.
Eu

Nina Maria disse...

Querido, eu não poderia deixar de entrar para desejar um Feliz Dia dos Pais! É emocionante ver o amor que os nossos filhos têm por você. Você merece, por ser como é. Um pai amigo, leal e sempre presente.
Um beijo
Todo o nosso amor.
Eu

Mari disse...

Oi,JF

Esse ceguinho tá enxergando melhor do que eu..rs

Vou lá agora!(álbum)

Querido,estou entrando de férias...mas,volto logo!despeço-me lá no Blog.
bjs

Tina disse...

Oi JF!

O ceguinho... (rs)

beijo grande e boa semana,

Casal de Lobos disse...

Olá, JF! Como vai?
Somos os "PAIS" humanos da Pipinha,amiguinha do ED e viemos conhecer seu blog. Gostamos muito! Tem coisas bem interessântes!
Uma Ótima Semana!
Abraços,
MARY e JAIRO.

Claudinha disse...

Olá JF! Antes de tudo,espero que tenham passado um ótimo dia dos pais! Parabéns pelo paizão que é!
Sobre o velhinho, que bandeira! Falta de profissionalismo de ladrão, hahaha! Bem feito pra ele!
Vou verificar as fotos, devem ser lindas. Pelo visto, andou lendo mais Zélia não é? Rsrs.
Olha, as fotos das orquídeas estão lá no lentes, mas já vou avisando, as fotos são de fotógrafa amadora e as orquídeas e outras são heroínas que sobrevivem por si só,pois têm uma dona que não tem tempo de cuidar direito delas.
Beijão procês!

Mães e afins disse...

Ola J.F
Por onde anda?
estou sentindo sua falta.
De noticias
Miriam