domingo, agosto 08, 2010

SAGUI ALBINO

Pois é, pessoal! Já falei bastante, aqui no blog, dos animais que por aqui aparecem. Ficar a observá-los é algo muito gratificante.
Só para falar em sagüis, minha amiga Apolonia Grade, bióloga de Alta Floresta/MT, verificou a existência de três espécies diferentes. Recentemente, entretanto, pudemos observar um fenômeno bem interessante.
Era de tarde e estávamos com uns amigos ao lado da casa observando, nas árvores, a movimentação de um grupo grande desses animaizinhos, quando caiu de uma palmeira, praticamente junto a nós, um bichinho todo branco. Minha impressão inicial foi a de um gatinho. Pois, para espanto de todos, o animal se refez do susto e subiu pelo tronco da palmeira. Era um sagüi inteiramente branco. Ou: um sagüi albino. Depois disso, os caseiros confirmaram que já o haviam visto e, também, levando tombos das árvores.
Tal como acontece entre pessoas albinas, o saguizinho tem dificuldades na visão. Por isso erra o cálculo das distâncias e acaba caindo.
Hoje pela manhã, estava em meu escritório e vi movimentação em uma pequena árvore em frente à janela. Prestando mais atenção, vi que era um grupo de sagüis e, no meio deles, lá estava o albino. Como a máquina fotográfica agora fica bem à mão, já sai correndo e, para minha felicidade, consegui fotografá-lo.
Vejam que lindo, em pose especial para os leitores do blogdojf.

CUIDADO! UM CHAFARIZ  PODE ESTAR NO CAMINHO!
A todos vocês que dirigem, aqui vai um alerta: prestem muita atenção ao darem uma marcha à ré. Um chafariz desavisado pode estar passando por trás de seu carro exatamente nesse momento.
Deixo de colocar a foto da cara da motorista, apesar de muito engraçada, porque ela é capaz de me matar. De raiva! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
O pior de tudo foi a explicação que ela deu para o marido, coincidentemente meu cunhado:
“Você não ouviu o estrondo, durante a chuva? Foi um raio que caiu na fonte!”
No início, até que ele acreditou. Mas, a oposição (genros e as filhas, inclusive a filha fotógrafa) acabou contando tudinho para ele, só para ver o que acontecia. Resultado:  a marcha à ré para dentro do chafariz serve de gozação até agora. hehehehehehehehehehehe
Os peixes? Logicamente foram transferidos para o lago. Vocês pensam que é mole estar nadando e, de repente, receberem um automóvel pelo meio da testa?


          -          -          -          -          -          -

DIA DOS PAIS

Gentes,

Não sou muito ligado a essas datas. O consumismo e o comércio é que são os mais entusiasmados com elas. Mas, essas datas são importantes quando recebemos manifestações de carinho de nossos filhos, muito mais importantes que presentes puramente materiais. Tenho dois filhos maravilhosos. A Luciana - http://eeepa.blogspot.com/ - hoje, na lista de discussão NESO, postou a mensagem seguinte:

"Início da década de 70. Local: um certo sítio em Itatiba, lugar que ainda passaria por muuuuuuuitas reformas. Contam que na época era um perigo ficar perto de tomadas, torneiras, janelas, quando havia uma tempestade. Que era completamente assustador. Eu não me lembro disso. É claro, eu recordo do escuro, mesmo durante o dia. De ficarmos todos meio quietos dentro da casa. Mas, para mim, criança de seus dois, três anos de idade, na época, esses momentos de tempestade eram os momentos de aconchego, onde ficava no colo do meu pai, que contava uma história até a tempestade passar. Vocês conhecem o JF contador de "causos". Eu me lembro do JF contador de contos de fadas, capaz de esticar uma estória por mais de uma hora. A minha preferida era a dos três porquinhos, onde o lobo soprava e bufava, soprava e bufava até ficar roxo e, quando finalmente soprava, voava casa, voava telha, voava torneira, voava penico (eu adorava essa parte). Por isso que um momento que até hoje para os adultos é lembrado como momentos de apreensão, pra mim traz uma das recordações mais doces da minha vida.

Papai e eu somos parecidíssimos em temperamento, e acho que por isso mesmo muitas vezes, quando estamos juntos, nem precisamos nos falar para sabermos o que se passa na cabeça do outro. É um amor tão grande que é até difícil de verbalizar. Eu confesso que sou uma pessoa não muito verbal. Para mim, é mais fácil colocar o que penso em forma de escrita do que falando. E, por isso mesmo, como desta vez estou passando o Dia dos Pais longe do meu, queria aproveitar para contar para vocês o que sinto por ele. Pelo meu pai brincalhão. Amigo pra toda hora. Esse homem bom que todos vocês conhecem. E que sempre, mas sempre mesmo, me encheu de orgulho. Porque a minha felicidade maior é poder dizer que sou filha dele.

Paiê, te amo demais! Nunca se esqueça disso!!!!!

Feliz Dia dos Pais, muitos beijos e abraços para você!!!!

Lu"

Pessoal, essa me fez chorar! Obrigado, filha!
           -          -          -          -          -          -
Abração a todos e até à próxima,
JF

9 comentários:

Marliborges disse...

Olá J.F.
Feliz dia dos pais!!!! Lindo o texto da filhota. De embaçar os olhos. Bjsssssssss

DILERMArtins disse...

Mas bah, JF.
Esse post é três em um, ainda bem, já que a postagem, é quadrimestral, até parece cota de IPTU, rs.
Linda foto da sagui, não tive tanta sorte com os cardeais que andam rondando por aqui...
Quanto a motorista, costumo dizer: Esse povo que brinca de boneca na infância e quando adulto quer brincar de carrinho, não dá certo! + rs.
Agora a homenagem da filha...Lindo!
Simplesmente lindo!
Abração e por favor, não suma.

Rosamaria disse...

Ôba, o JF voltou! Eu também estive fora um tempo.

Gostei de ver o sagúi albino nesta linda foto que fizeste.

Coitada da motorista! Eu imagino o quanto vocês judiam dela! Diz pra ela que isto acontece nas melhores famílias.

Lindo o texto da tua filha,JF! Com certeza merecido. A gente que não conhece vocês, fica sabendo que é uma família alicerçada no amor e a boa orientação aos filhos, e isso não tem preço.
Parabéns pelo Dia dos Pais e por todo o resto.
Bjim.

Marco disse...

Grande amigo J.F.!
Que bela homenagem te fez a Luciana, heim? Puxa... Essa menina é de ouro! mas tudo o que ela disse faz todo o sentido do mundo. Você é realmente uma pessoa das que a gente tem orgulho e honra de conhecer.
E esse sagui albino, heim? Rapaz... pela foto, a gente vê que você mora num paraíso edêmico. Numa hora dessas você vai ver Adão e Eva...
E sobre o acidente automobilístico, ah, fala para a moça que isso acontece... Esses chafarizes e postes vivem passando por trás e na frente de motoristas incautos... É um problema terrível!
Que bom que você voltou! Vê se não some de novo, heim?
Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Claudinha ੴ disse...

Olá JF! Que homenagem, meu caro! MInha amiga Lu é demais e imagino que você se derreteu todo (com toda razão!). Parabéns pelo seu todo dia de pai!
Amei a foto, amei o sagui albino. Que vegetação! Eu preciso aceitar seu convite e ir conhecer o sítio (e as orquídeas), mas esta vida de trabalho até em finais de semana nos deixa muito sem escolhas.

Sobre o chafariz eu até entendo! Bati meu carro de ré e foi por conta de um outro carro que apareceu do nada atrás do meu (e o pior é que foi verdade mesmo). A anta do motorista e manobrista de um local público onde eu ensaiava com o madrigal, viu que eu ia sair e puxou seu carro para logo atrás do meu, na perpendicular , para pegar minha vaga. Eu, conversando como sempre, olhei uma vez e dei ré. Num local ermo e em que não há trânsito nunca,não poderia haver nada atrás depois que eu olhasse. Mas ele foi para lá eu eu acabei com a porta do carro dele e no meu não fez nada... Como vê, estas coisas acontecem, chafarizes, outros carros e até postes, coisas perfeitamente normais a nos (per)seguir.
*Olha, minhas filhas estão se desenvolvendo e gostaram do local que fiz pra elas. Pena não haver mais árvores aqui, mas depois levo mudas pra fazenda. Obrigada mais uma vez! Beijos!

Maria Helena disse...

JF
Interessante o sagui albino, e a esplicação para as quedas das árvores faz muito sentido.
O carro no meio do chafariz foi muito engraçado. Seus contos são excelentes e fizeram falta.
A homenagem da filha é especial, linda, parabéns.
Abração.

maith disse...

Que bom estar aqui mais uma vez lendo seus causos e lembrando da maravilhosa familia que tive a felicidade de conhecer. Vocês podiam marcar outra visita. Seria ótimo compartilhar mais um almocinho simples e ouvil-os tocar depois. Eu ando sumida dos blogs porque inventei de participar de uns grupos de desafio literário que tem ocupado todo meu tempo, no meu http://www.bisavo.blogger.com estou postando os slides e os textos com os quais estou participanto. Se quiser conhecer apareça http://www.bisavo.blogger.com.br

Rosamaria disse...

Oi, J.F.!
Vim agradecer a visita, volte sempre.
Bjim, boa semana pra ti e tua família.

Blog do Beagle disse...

Por partes: eu nunca poderia imaginar que a natureza criasse um sagui albino! Adorei a foto.
Jamais imaginei que pudesse ser tão fácil derrubar um chafariz kakakakakakak
A narrativa e elogio da Lu me comoveram. Tenho medo de começar a escrever sobre meu Pai e cair no choro tamanha saudade que sinto dele. Parabéns aos dois. Bjs. Elza