terça-feira, junho 21, 2011

PIZZA DE ALFACE

Vocês sabem o que é ir a uma pizzaria e ficar comendo pizza de alface? Pois foi o que aconteceu comigo, neste último fim de semana, em Rio Claro/SP.

A exposição de orquídeas de Rio Claro transformou-se, com o correr dos anos, num ponto de encontro nacional dos orquidófilos.  Vem gente de muitos estados e até da Argentina, Bolívia. Nesses encontros, muitas amizades de internet se materializam, além de se solidificarem velhas amizades. No ar, além da beleza das flores, a alegria do encontro com os amigos.

Na sexta feira à tarde, logo ao chegar ao estacionamento do hotel, vi uma amiga querida, de São Paulo, que não via há algum tempo, a Suzi. Larguei as malas no chão e fui em direção a ela, já  com os braços abertos. Um sonoro beijo no rosto e um abraço bem caloroso. A Nina, que vinha atrás, também deu um abraço. Só que não tão entusiasmado. Pareceu-me que ela achava que tinha alguma coisa que não estava certa. Meu amigo Damião, que fora comigo, aproximou-se e eu anunciei, entusiasmado:

“Olha só quem está aqui!”

Damião aproximou-se e também a abraçou, certo de ser alguma amiga, embora ele não tivesse reconhecido. 

Bom, ao lado da Suzi havia um senhor, que, pela idade, imaginei ser o pai dela. O senhor possível pai sorriu para mim e foi logo estendendo a mão e se apresentando. Nem me perguntem o nome dele, pois acabei não guardando. Porém, outros amigos que estavam por perto, tendo me visto abraçar tão calorosamente a loira... Havia me esquecido: a Suzi é loira!  Pois esses amigos, depois, me perguntavam:

“Quem é ela?”

“A Suzi. Vocês não reconheceram?”

“Ué! A Suzi cresceu e parou de usar óculos?” Ficou todo mundo na dúvida, embora eu insistisse.

E foi assim que todos ficaram sabendo, graças a mim, que a Suzi tinha ido à exposição de orquídeas de Rio Claro. Pior foi a Carmen!

“Eu convidei a Suzi para vir comigo e ela disse que não podia. Precisei viajar sozinha e agora ela aparece por aí!”

À noite, ao voltarmos da inauguração solene da exposição, a Suzi estava na recepção do hotel pegando a chave do apartamento. Juliana não agüentou mais e perguntou quem era ela.

“Sou a Deolinda. Sou orquidófila, de Rio Preto!”

Gentes, notícia ruim se espalha mais que tiririca em terra boa. Era óbvio que eu beijara (no rostoooo!) e abraçara a loira errada. Mas, convenhamos, houve a conivência dela! Afinal, não protestou! Mesmo eu a chamando de Suzi. Verdade que a Nina duvidou da identidade, mas achou que eu conhecia a pessoa.

Manhã seguinte, no restaurante do hotel para o café da manhã, a notícia do “abraço do JF” já se espalhara e estava na boca de todo mundo. Evidentemente, alguns engraçadinhos começaram a exagerar na descrição do abraço e... Vocês sabem como são os maldosos, não é mesmo?O certo é que todos riam às minhas custas.

Alguns minutos depois e a falsa Suzi aparece no restaurante. Comoção geral! Eu fiquei com vontade de me jogar no chão e ir me esgueirando, engatinhando por entre as mesas, até chegar à porta. Minha amiga Vera, de Fortaleza, que já estava com dor nos maxilares de tanto rir, chamou a falsa Suzi, que nesta hora também já estava sabendo do que estava acontecendo, para esclarecer tudo. Felizmente, a verdadeira Deolinda, ou falsa Suzi, como queiram, levou tudo na esportiva e também caiu na risada. Nina e ela até bateram longos papos.

Mais tarde, ao saber que a Suzi era uma falsa Suzi, até a Carmen se acalmou e foi mais uma a ficar rindo de minha cara. Pode uma coisa dessas? Será que ninguém pode perdoar e esquecer-se de um pequeno e ingênuo (juro!) engano?

Gentes, depois de tudo isso, olhando melhor, tirando o fato de ambas serem loiras, até que não eram assim tão parecidas. Fazer o que, não é mesmo? Na verdade, eu nunca fui bom com nomes e fisionomias. Por isso, senhoras que estão lendo esta crônica, se, um dia, eu me aproximar de vocês e lhes der um beijo estalado no rosto e um abraço apertado, por favor, não me levem a mal. Eu não sou um cafageste inescrupuloso e sem vergonha. Sou apenas um pacato míope!

Ah! E o por quê de eu estar comendo pizza de alface? Foi a Nina:

“Isso só pode ser excesso de colesterol! Daqui para a frente, você só come pizza de alface. Por castigo e para aprender a não ficar beijando e abraçando loiras por aí. E nem morenas!”

                -               -               -               -               -

Gentes, só mais uma historinha. Bem pequena!

Fui ao aeroporto de Viracopos pegar minhas amigas Vera e a filha Juliana, que vieram de Fortaleza para participar da Expo-Rio Claro. O avião chegou com atraso.

Imaginem que, na escala em Salvador, avião descendo e, de repente, uma arremetida e voltou a subir. Depois, ficou sobrevoando Salvador até, de novo, começar as manobras de pouso. Desta vez, com sucesso.

Mas, enquanto sobrevoavam a cidade, o comandante informou a razão para a interrupção da manobra de pouso: um bando de cães passeava tranquilamente pelas pistas. Só rindo, mesmo!

               -               -               -                -               -

A foto é de autoria de minha amiga Carmen, de São Paulo.

Abração e até à próxima.

JF

27 comentários:

Blog da Rutha disse...

Ótima desculpa para abraçar e beijar loiras por aí...hehehe
Ontem eu conheci o blog do Eddie e me encantei, deixei um comentário lá e gostaria imensamente que você contasse mais aventuras do querido Ed (já estamos quase íntimos) !
Beijos
Laís

Re_Inventando disse...

Belo castigo pelo ingênuo erro, sou mestre em fazer isso tb JF, portanto fique tranquilo, rs... Mas vamos combinar, Pizza de alface é muitooooooo pra mim...
Abraços.

maray disse...

adorei a história! Eu também sou míope e já cometi alguns enganos, mas nunca saí abraçando e beijando morenos ou loiros por aí..;)

quando a gente se encontrar, pode abraçar sim!! A Nina vai deixar, que eu tenho cabelo vermelho ;)

abração moderado, sem beijos...

J.F. disse...

Oi, Laís.
Pois é! O Ed é um cão beagle meio preguiçoso, mas vou falar a ele para escrever mais. Na verdade, ele dita suas aventuras e eu (seu secretário) digito. É que ele tem uma certa dificuldade com computadores, afinal, só tem quatro dedinhos em cada patinha.
Muito obrigado pela visita. Vou lá conhecer seu blogue.
Abração.

J.F. disse...

Oi, Re_inventando.
Muito obrigado pela visita, mas não consigo descobrir seu endereço para poder retribuir. O acesso ficou bloqueado.
Olhe, pizza de alface é castigo para ninguém botar defeito. Repare que até a garçonete está com olhar sádico, enquanto me serve. Acho que pior que uma pizza de alface só mesmo outra pizza de alface. Ou, talvez, pizza de giló.
Abração.

J.F. disse...

Oi, Re_inventando.
Muito obrigado pela visita, mas não consigo descobrir seu endereço para poder retribuir. O acesso ficou bloqueado.
Olhe, pizza de alface é castigo para ninguém botar defeito. Repare que até a garçonete está com olhar sádico, enquanto me serve. Acho que pior que uma pizza de alface só mesmo outra pizza de alface. Ou, talvez, pizza de giló.
Abração.

J.F. disse...

Oi, Maray.
Minha miopia não é suficiente para que eu saia por ai abraçando loiros e morenos. Mas, é suficiente para que eu saia por aí abraçando loiraaas e morenaaas. E, se for o caso, também as de cabelos vermelhos.
Brincadeiras à parte, é muito gostoso encontrar amigas e amigos e poder abraçá-los todos de forma muita carinhosa. É uma grande troca de energias positivas.
Abração.

Luciana Vannucchi de Farias disse...

Oi, Paiê!!!

Sei bem como se sente, eu me lembro quando discuti com o Rodrigo, amigo do Adri, porque o encontrei na porta de um prédio e ele jurava que não tinha sido ele. Só me convenceu quando explicou que, no horário em que eu achei que estava falando com ele, ele estava dormindo em casa, do outro lado da cidade. E até hoje não sei quem então que eu endontrei aquele dia, só tenho certeza de que era amigo do Adri.

A Rê é uma antiga amiga minha de blog, o link dela é este aqui: http://ventania-desvairada.com/

Beijocas!!!

J.F. disse...

Oi, filha.
Pronto! Já consegui acessar o blog da Rê. Brigaduuu!
Mas... Pois é! O pior é que eu jurava que era a Suzi. Ainda bem que a não-Suzi levou na esportiva. Ou então, se aproveitou da situação. Vixeeee!
Beijão

Miguel disse...

"J", siguinti: Quer dizer que vc beijou a não Suzi como sendo a Suzi é??????????

Bem, não vamos polemizar, isso acontece, agora, as loiras que se cuidem devidamente, porque alguns beijoqueiros por aí são uma ameaça.

Abração meu caro, divertidíssima tua crônica.

Inté...

Nina Maria disse...

O pior foi aguentar o olhar "todo altivo", quando perguntei quem era mesmo a loira (eu sabia que era orquidófila, mas não lembrava de que cidade): a Susy, ora! Você não reconheceu? O pior foi que eu (que sou tremendamente fisionomista) passei o dia todo preocupada de estar começando a ficar "esclerosada".
Você pode continuar abraçando todas as amigas queridas, pois faço o mesmo com todos os nossos amigos queridos (loiros,morenos,ruivos,grisalhos).
Por você ser como é ...É que o amo.
Beijos

Adenium - Rosa do Deserto disse...

JF, nós todos pagamos um senhor mico, e olha que não sou miope, até operar o olho eu já operei. A loira se parecia mesmo com a Suzi, só a Juliana dizia categoricamente: NÃO É!
Ju, se não fosse ela, teria dito, mas calada ela ficou. Foi uma graça, demos boas risadas quando descobrimos que era a Deolinda ou a Suzi 2.
Agora,rodízio de pizza ainda vai, mas estão inventando até de alface! Ninguém merece!

Maria Helena disse...

JF
Rí muito, essa foi muito boa.
A Nina tinha razão em ficar desconfiada, rsrsrs.
Suas histórias tiram qualquer um do sério(literalmente), só rindo, ou melhor gargalhando.
Abração.

Francy´s Oliva disse...

Sei como se sente, também esqueço nomes de pessoas (então chamo todos de olá bonito ou bonita)mas, não é por mal somente que ja passei cada carão que nem rindo dava jeito.
bjs

Claudinha ੴ disse...

Meu caro JF, eu repito, sou fã incondicional da Nina. Eu, no lugar dela, já tinha dado meu golpe ninja nº703 e arrebentado com a sua graça. Mas ela é que é ninja! levou na boa e te colocou de castigo! E que castigo! HAHAHAHAHAHA (risada em caixa alta é o mesmo que risada malígrina!). Mas sabe que fiquei com pena de você ao ter que aguentar todo mundo, hahahah. Pobre JF, da próxima vez, aposto que vai preferir comer pizza de verdade! Beijos!

Rosamaria disse...

Meu marido também costuma abraçar as loiras, morenas ou seja de que cor, mas eu que ouse fazer isso, hehehe.
Agora vou aplicar o castigo da Nina: dar pizza de alface pra ele.

Lá no blog tem um selinho pra ti, mas não és obrigado a aceitar, só se quiseres, mas teu blog merece.
Bjim.

Smareis disse...

Uma bela história. Agora pizza de alface eu nunca vi. Gostei muito de ler seu texto, e seu blog é muito bom. Voltarei mais vezes. Um Abraço!

DILERMArtins disse...

Mas bah, JF,
Esse recado vai para a Nina: Cara Senhora, Gostei da "Remédio", pizza de alface! No entando, me permita sugerir, ainda, uma consulta urgente ao oculista, assim pode evitar futuros enganos.
Abração.

DILERMArtins disse...

PS:
Sugiro também, cortar as sobremesas, afinal isso pode ser açúcar alto!

maze oliver disse...

Olha J.F. não se martirize, pois devido ao engano que vc escreveu essa divertidíssima crônica. Bolei de rir. Tudo tem o lado positivo! Olha eu não tava sumida não! Minha net é que tava uma porcaria!Um abraço!

JuJu disse...

Bem, e a pizza de alface estava boa? Hehe!
Nunca vi uma pizza desse sabor. E olha que eu já vi pizza até de figo. É!
...
E esse bando de cães está muito folgado, hein! Onde já se viu, prejudicando o tráfego aéreo!
...
Até!

Juliana disse...

O nome da Suzi II é DEOLANDA e não Deolinda como vcs estão a chamando. rsrsrss
Está história vai ficar marcada nesta viagem, foi muito engraçado e contada pelo JF fica mais ainda, estava agora morrendo de rir de vc querendo engatinhar no chão até a porta do café da manhã para não passar mais vergonha.
Vê se próximo ano tem mais "confusões" para rirmos muito. Bjuuuuu

LCMH disse...

A historia não está bem contada não, ele omitiu a parte da esfregadinha.......hehehehehe
Abraços
LC e MH

LCMH disse...

A historia não está bem contada, o JF omitiu a maneira com foi o tal abraço caloroso, alias, foi muuuuuuito caloroso demais.
Abraços
LC e MH

* Maria Edméia * disse...

*José Francisco, bom dia !!!

*Menino, pizza de alface ?!

Olha, sou mais a tradicional de

Mussarela mesma !!! (risos).

*Com o teu relato aqui, senti

vontade de conhecer este evento

das Orquídeas em Rio Claro e,

claro !, conhecer esta cidade

também !!! Acredito que deve ser

muito divertido, gostoso conhecer

várias pessoas de diferentes

lugares, interesses !!!

Magui disse...

Que bom existirem pessoas com senso de humor. Talvez seja característica da Tribo das Orquídeas. As minhas estão lindinhas. A Amarela pintada de vermelho está com mudas nas pontas das hastes.

Luma Rosa disse...

Pra variar o cardápio, come pizza de rúcula, que é uma delícia!!
Rá!! O colesterol está entupindo os vasinhos dos olhos? (rs*) Que mico!! Mas sabe o que é bom? Você será assunto dos próximos encontros, um acontecimento como este não se esquece de uma hora para outra! E dá-lhe alface!!
Conheço gente teria um ataque com essa brincadeira do avião retornar o voo!! Como deixam animais na pista?
Bom fim de semana! Beijus,