sexta-feira, março 21, 2008

MEU DOMINGO

Oi, pessoal. Nós, do Clube Amigos da Orquídea-Vinhedo Valinhos (CAO-ViVa), convidamos todos vocês a visitarem nossa 9ª Expo-Nacional de Orquídeas, nos próximos 12 e 13 de abril, realizada em conjunto com a Prefeitura Municipal de Vinhedo. A inauguração solene, com presença de autoridades municipais e coquetel para os convidados, será no dia 11, às 20 horas. Todos vocês, e seus familiares, estão convidados. Durante a exposição, serão dadas aulas práticas de cultivo de orquídeas para os interessados. No sábado (12), acontecerá o 3º Encontro de Orquidófilos e Associados de Listas de Discussão-Internet, a partir das 9 horas, quando os participantes estarão sendo recepcionados com um café da manhã oferecido pelo comércio local, em colaboração com a Prefeitura Municipal de Vinhedo. Às 10 horas, para os participantes do Encontro, palestra sobre o tema: "Critérios para Julgamentos de Orquídeas em Exposições". Palestrante: o JF (eu mesmo!).

_ _ _ _ _ _

Meu domingo

(Reproduzido de publicação na lista de discussão NESO, de 10/11/2005, recuperado pela minha querida amiga Vera Coelho, de Fortaleza-CE)

Gentas e gentos.

Para mim, o domingo é dia sagrado. É dia de dormir até à hora do almoço. E isso porque o almoço, no domingo, sai tarde! Não gosto de ser incomodado, nesse dia!

Oito horas da madrugada! Toca o telefone! Para mim, parecia sirene do Corpo de Bombeiros! A Nina atende:

-Oi, filha! Cê tá vindo prá cá? Tô te esperando!

Aí, acendem-se 580 holofotes, daqueles de procurar avião no céu, bem na minha cara! Era a Nina acendendo a luz do quarto!

-Oi, quiridu! A Lu está vindo aí para irmos à missa! Você quer acordar prá tomar café ou vai continuar dormindo? ("Santa Cibalena", pensei comigo mesmo! "Trinta e seis anos e ela ainda não aprendeu que eu não gosto de ser acordado prá me perguntar se quero dormir?" Enfiei-me por baixo das cobertas e fingi que não havia acordado!)

-Quiridu! Quiriduuuu! (E me sacudia de tal forma que eu pensei no terremoto e nas lavas do Vesúvio sobre Pompéia. Não sei porque!")

-Hummm!!!...

-Você quer continuar dormindo?

-Não posso! Vou sair!

-Onde cê vai?

-Visitar O BUSH!!! Visitar o Bush, a Rainha da Inglaterra, a Princesa
Izabel e o Cristovan Colombo!

-E num vai me levar? Eu adoro conversar com as pessoas!

Joguei o criado-mudo nela!

-Puuuxaaa!!! Eu só queria falar prá você continuar dormindo!! Não falo mais com você, até o mês que vem! (Finalmente! Paz! Sossego! Silêncio!)
- - - - - - - - - - - - - - - - - -

Dim-dóóóóómmmm!... Dim-dóóóóómmmmm! Dim-dóóóómmmm! ("E agora? Seria uma vendedora da Avon? Domingo de manhã? Não! Não pode ser! Só pode ser vendedor de carnê do Baú da Felicidade!")

Era a Lu chegando. Chegando e já começando a falar, sem parar. Ao mesmo tempo que a Nina. Um interminável diálogo composto por dois monólogos de duas pessoas falando ao mesmo tempo.

AU-AU-AU-AU-AU-AU-AU-AU (Agora era o Eddie Wood contente com a chegada da irmã!)

-Ediiiiinhuuuuuuuu! (O relógio dentro do meu crânio apontou: 178 decibéis!)

AU-AU-AU-AU-AU-AU-AU...
POCOTÓ-POCOTÓ-POCOTÓ... O Ed não é nenhuma eguinha, mas lá vinha ele galopando pelo corredor, latindo alegremente e... PÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ... Saltou e aterrizou em cima do meu peito! l5 Kg de "beagle" gordo!

-SEU PAQUIDERMEEEEE!!! (E voou um travesseiro! Mas ele já estava de volta à sala e o travesseiro derrubou um quadrinho da parede.)

Lá na sala, os monólogos de duas vozes continuavam a 140 Km por hora.
- - - - -

TRIMMMMM... (PAUSA) TRIMMMMM... (PAUSA) TRIMMMM... 48 minutos até alguém se tocar e resolver atender.

Não aguentei mais! Pulei da cama e entrei no banheiro. Com dois chumaços de algodão, construí dois tampões de ouvidos e os coloquei bem na entrada dos pavilhões auriculares. (UAUUUUU...)

Saio do banheiro e, no corredor, vejo a Nina e a Lu gesticulando para mim, indicando o telefone. Fui lá atender. Só que esqueci dos tampões, o que prejudicou ligeiramente a audição.
- - - - - -
-JF?

-Sou-lho!

-É a Tussi! (E eu já fico lá, dando tratos à bola: Mas quem é "Tussi?"
Mas, não posso demonstrar que não sei quem é. Nas guerras, nunca devemos demonstrar ao inimigo nossa insegurança. - Não se esqueçam disso! Nunca!)

-Oi, Tussi. Tudo bem?

-Você sabe onde compro requeijão de Tapirai?

-O quê?

-EX-PE-DI-ÇÃO de Paranavai? ("Minha nóóóssaaaa!", pensei. A agora?)

-O Matias me disse para ir a Guarapuava, de lá para Caraguaratuba, e depois volta até Mirai! ("Baaaabaridade", raciocinei. "Ela não regula!" E o pior é que ela não fazia nenhuma pausa. Falava sem parar, sem me deixar nenhuma chance!)

-Mas eu não vou rodar vinte e cinco quilômetros se a confederação está perto da minha casa. Só seiscentos quilogramos. ("É Pinel! É Pinel", pensei comigo mesmo, recordando meus tempos de carioquês e carioquices.)

-Sabe de uma coisa? Esse chato do Jeremias fica aqui buzinando essa campainha no meu ouvido... Eu não vou mais... ("Tá louca! Doida varrida!", continuei raciocinando. Sim, porque falar... ela não me deixava.)

-Olha, já vi que você está com má vontade e não quer ensinar! E o que você já me ensinou está tudo errado! Você não sabe de nada! Por que você não passa a manhã do domingo dormindo?

PLÉÉÉÉÉÉMMMMM!!!!! Desligou o telefone na minha cara! ("É lora!!! Uma autêntica lora!!! Vou voltar para a cama que ganho mais!")

Lora? LORAAAAA??? LORAAAAA???? Será que era a Suzi e não a Tussi? Puxa! Se fosse a Suzi eu tiraria esses tampões de dormir dos ouvidos e conversaria direitinho com ela. Até sugeriria que ela fosse ver a exposição de Jundiaí, lá no pavilhão da exposição agro-industrial, quase na frente da casa do Edu Quirino! Mas, não! Não podia ser a Suzi. O que que ela iria querer fazer em Taquaritinga? Ou Itaquaquecetuba? Ou... Onde é que ela queria ir, mesmo? Sei lá!

E voltei para minha cama!

- - - - -

Abração
JF

15 comentários:

Nina disse...

Tadinha de mim! Só porque não quiz deixar o meu amor sem café-da-manhã!
Ainda bem que eu sei que você também me ama!
beijos
Nina

Luciana Farias disse...

Poisé... mas bem que c~e ficava com saudade quando eu não aparecia!!!

:-///


Beijocas

J.F. disse...

Olha as duas fazendo chantagem emocional! Agora não adianta. Contei mesmo!

Marco disse...

Rá! Rá! Rá! Rá!... Ré! Ré! Ré!...
"Essa família muito unida... e também muito ouriçada..."
Mais um dia norrrrrmal dessa alegre família feliz que tanto me diverte. Boa Páscoa pra vocês. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Claudinha disse...

Ah, JF, a Lu saiu a você! E estas coisinhas só mudam de endereço, aqui também temos coisas parecidas. Imagine só o pobrezinho ser acordado tão cedo no domingo, hahaha. Um beijo e uma feliz Páscoa para toda esta família que eu gosto muito!

Raquel Linhares disse...

HAhahahahahahahah
O pior é quando minha mãe começa a fazer faxina na casa! E passa a vassoura na porta do quarto, não se aguenta e entra no quarto. E eu lá fingindo que estou dormindo e rezando pra ser abençoada com a surdez momentaneamente..
Aí começa, arrasta móvel pra cá, móvel pra lá, passa a vassoura, sai do quarto.
Volta com o pano, arrasta móvel pra cá, móvel pra lá, passa o pano e sai do quarto.
E eu ainda tive a sorte de morar num prédio onde as tubulações foram muito mal projetadas e cada descarga (minha ou do vizinho de cima - não tem vizinho de baixo pq eu moro no primeiro, pq se tivesse ia ser mais um inferno) parece o barulho de um tsunami!! E pra melhorar ainda mais, as colunas do meu quarto só permitiram que minha cama fosse colocada em uma parede: a dos tubos!
Imagina o bom humor que eu acordo!

Vera Coelho disse...

JF
Até entendo essa de te acordar, quando não quer. Aqui acontece a mesma coisa, eu no maior sono, a porta se abre e a Juliana pergunta: maê, tá dormindo? Putiiiiiis, dá muita raiva, pena que não tenha um piano para jogar na cabeça.
Nina, leva o cafezinho pro seu amor quando ele acordar. O ômi troca a noite pelo dia. rsrsrsrsrs
Se eu não soubesse do tamanho do amor de vocês, ia ficar preocupada.
Beijão,
Vera Coelho

Lunna Montez'zinny disse...

Oi Zeca, olha, adorei essa de te acordar só para perguntar se vc queria continuar dormindo. Mas eu só não entendi uma coisa, se você estava de tampão no ouvido, como conseguia ouvir as duas na sala? (rs).
Tudo bem, não diz o que você está pensando. Beijos daqui...

Blog do Beagle disse...

Domingo não devia ter telefone, buzina e nem gente chata!kakakakakakakakaka não dá pra parar de rir kakakakaka o pior é que meu marido vem me acordar logo cedo, às 8 horas da madrugada para eu dizer o que ele deve trazer da feira e de quebra, o que quero para o almoço kakakakakakaka Tembém meu beagle vem correndo e pula sobre a cama e me empurra para ficar no quentinho!!! A gata começa a miar e eu ... acordo e não consigo voltar a dormir!!!!!!!!!!!! Bjkª solidárias. Elza

Lino disse...

Meu amigo, que epopéia, hem? Mas agaranto que, depois, foi fazer um xamego na Lu, não? Afinal, filhos são o máximo.

maith disse...

Ainda bem que amiga virtual não faz barulho e fica humildemente esperando a hora que o amigo quiser acordar, quiser ler. quiser responder...

Luma disse...

Nessas horas até passarinho incomoda! (rs*). Mandei o convite para um amigo que se interessa por orquídeas! Beijus

Marco disse...

Amigo J.F.!
Tem presente procê no Antigas Ternuras! Carpe Diem.

Francisco X. Ribeiro do Vale disse...

Olá J.F., gostei da tua crônica sobre o meu domingo. Entendo bem disso e concordo contigo sobre o que é ser acordado domingo pela manha. Há alguns anos, moravamos na Bahia e minha mãe insistia em nos telefonar no domingo pela manhã, quando ela regressava da missa da sete. Chegou um dia que não aguentei e pedi a ela para ligar depois da missa das 6 da tarde. Quem me passou o endereço do seu blog foi a Luma, me falando da exposição de orquideas. Sou orquidófilo e gosto de fotografar orquideas. Se você, além de orquideas, gosta também de fotografias, visite o meu site: www.chicodovale.com e tambem o www.photo.net/photos/chicodovale. Tenho tambem o meu blog, www.gostodefotografia.blogspot.com
Abracos, Chico.

Anônimo disse...

Ma queee domingão feliz, hem? até tem a lora Suzi e eu!!!

Abrãção meu amigo!
Eduquirino