quinta-feira, maio 01, 2008

MEU RETORNO, APÓS O IMPOSTO DE RENDA

Oi, pessoal.

Finalmente, com calma, posso retomar meu blogue, colocar-me em dia com a leitura dos blogues de meus amigos, e, até, retomar a digitação que me é ditada pelo Eddie Wood, meu cão "beagle", nas postagens de seu blogue http://edbeagle.blogspot.com/ Passou a época das declarções de imposto de renda de pessoas físicas, época em que trabalho demais, graças a Deus! Ganha o governo arrecadando imposto de renda e ganho eu arrecadando honorários para fazer as declarações de outras pessoas (a minha é sempre a última. Se bem que eu não cobro nada de mim mesmo!).

Esse que está aí ao lado é o Presidente Pereira Gomes.

Teria eu ouvido um "Quemmmm???"

Melhor explicando: o Presidente Wenceslau Brás Pereira Gomes, que foi presidente do Brasil no período de 1914 a 1918, em plena 1ª guerra mundial.

Mas, o Presidente Wenceslau Brás (como era mais conhecido) entra neste blogue exatamente em função do imposto de renda. Vejam o que eu encontrei no site da Receita Federal - (http://www.receita.fazenda.gov.br/Memoria/irpf/historia/histPriomordiosBrasil.asp na página que trata dos primórdios desse imposto em nosso país, relativamente à fixação das alíquotas para o exercício de 1915:

Sobre as quantias efetivamente recebidas em cada mês por qualquer pessoa civil ou militar que percebem vencimentos, ordenados, soldo, diária, representação, gratificação de qualquer natureza, porcentagens, quotas, pensões graciosas ou de inatividade, reforma, jubilação, aposentadoria,disponibilidade, ou qualquer outro título pela prestação de serviços pessoais, será cobrado o seguinte imposto:

  • De 100$ até 299$ mensais – 8%;
  • De 300$ até 999$ mensais – 10%;
  • De 1:000$ mensais ou mais – 15%
  • Presidente da República, Senadores, Deputados e Ministros de Estados – 20%;
  • Vice-Presidente da República - 8%.

Que interessante! Apenas o que excedesse de "um conto de réis", que era um bocado de dinheiro, na época, é que teria a alíquota máxima de 15%. Entretanto, o Presidente Wenceslau Brás, os Senadores e Deputados, e mais os Ministros de Estado, independentemente do valor de seus vencimentos, fosse pouco ou muito, pagavam 20% (vinte por cento!) a título de imposto de renda. Para dar exemplo!

Sem mais comentários!

_ _ _ _ _ _

UMA HISTORINHA DE TELEFONEMA

Duas da madrugada.

Trimmm... Trimmmm... Trimmm...

-Alôôôô...

-Sua f.d.p.! Meu marido tá aí?

-Seu... O quê? Filha, você está ligando para telefone errado. Não tem ninguém, aqui. Só eu!

-Eu sei que ele está aí! Chama ele!

-Filha, você ligou errado. Sou uma mulher de 88 anos de idade...

Um ano e muitos telefonemas depois:

-Outra vez? Você não cansa? Filha, você quer saber de uma coisa? Você é muito burra! Um ano que você liga prá cá atrás de seu marido... Deixa de ser besta! Manda ele embora! Esse cara não presta!

Antes de ter esse número de telefone, o número anterior fora de um telefone comercial. Uma loja de shopping. Era o dia inteiro com ligações para a loja e ela explicando que não era lá.

Agora, depois de um ano atendendo à esposa raivosa, minha tia não agüentou mais e pediu à Telefonica (assim mesmo, sem o circunflexo, pois é nome espanhol) para mudarem o seu número. Hoje, me ligou para comunicar a mudança.

Mesmo com seus quase noventa anos e com doença que quase a prende à cama, ela não perdeu o humor. Rimos demais, ao telefone, da história toda. E ficamos tentando adivinhar que surpresas trarão o novo número telefônico. Que histórias esse novo telefone estará escondendo? Só o tempo dirá.

_ _ _ _ _ _

TRANSMIMENTOS DE PENSAÇÕES

Hoje, quero comentar mais um blog incrível. Se bem que todos os blogs que estão na minha relação de “links” são incríveis.

Vocês já viram alguém escrevendo poesia em versos? E escrevendo poesia em prosa?

Pois é! A Claudinha faz isso. Seus textos, em versos ou em prosa, sempre com muita ternura e inspiração, são uma eterna poesia. Suas postagens são daquelas que a gente lê e sempre quer mais. Apesar de ela já ter feito postagens posteriores, não deixem de ler o texto “Das Balas de Jornal”. Uma crônica deliciosa e primorosa sobre a inocência da infância. O blog da Claudinha é o “Transmimentos de Pensações”. O endereço, que eu recomendo que vocês coloquem em seus “links” (e quem não tem blog pode coloca-lo nos “favoritos”), é

http://transmimentos.blogspot.com/. Ou então, basta clicar na minha lista de “blogues amigos”.

_ _ _ _ _ _

AMIZADES DA INTERNET

Pessoal,

Neste sábado, toda a Família Jacaré (menos o Eddie Wood, o cão "beagle" - alguém precisa ficar tomando conta da casa!) estará em Sorocaba-SP, para conhecer pessoalmente nossa amiga virtual Maith, a querida bisavó blogueira de http://www.bisavo.blogger.com.br/ e http://www.cuidadoestaoteespiando.blogger.com.br/

Fazer grandes amigos é uma das melhores coisas que a Internet nos proporciona.

Abração a todos,
JF



8 comentários:

Your Soul disse...

É JF, o que se leva de bom dessa vida é o carinho das amizades.

E agora que exemplo esses políticos nos dão, né?

Beijos queridão, que bom que trabalhou bastante!

Marco disse...

Ora, vivas! O amigo J.F. voltou!
Sobre Imposto de Renda: antigamente, pelo que se v~e, era melhor. Acho estranhíssimo me impingirem um imposto de RENDA sobre o meu salário. Salário é renda?
Sobre o telefone: parece que a companhia telefõnica tem uma pinimba pessoal com a sua alegre família. A Luciana nos contou algumas ótimas histórias sobre esse imbróglio.
Blog da Claudinha: Assino embaixo. O transmimentos é um dos melhores blogs da internet. A sua autora está sempre muito inspirada e nos conta suas histórias com muito talento e sensibilidade. Palmas para ela.
Boa viagem para a Família Jacaré.
Bom final de semana. Carpe Diem. Aproveite o dia e a vida.

Claudinha disse...

Olá JF!
Ah... Muito obrigada, fiquei emocionada! Agradeço ao Marco também, vocês é que são amigos maravilhosos!
Eu já enviei o meu IR, mas nunca fui muito com a cara dele. Sobre o telefone, parece que é coisa de família. A Lu vive passando apuros. Aqui em casa acontecem problemas por confusão com nome do Szafir e um compadre nosso... Szafir é Edward e o compadre é Odivar. Um dia conto no blog.
Beijos e mais uma vez, muito obrigada. Boa viagem para toda a família!

Maith disse...

Boa Noite!
Espero que tenham feito uma boa viagem de volta e que tenham gostado de minha família tanto quanto gostamos da sua. Obrigada! Já estou pensando no próximo churrasco, que pode ser o tradicional ou outro fajuto (riso)
Quanto ao IR não é problema meu infelizmente. Bem que eu gostaria de pagar bastante imposto, mas pelo visto os que pagam não estão satisfeitos por isso e nem se lembram de agradecer por pertencerem à elite financeira.
Retificando: Não gostaria nada de ganhar bem e precisar fazer complicadas declarações, afinal, pra que é que eu preciso de dinheiro?
Obrigada pela visita. Foi um prazer enorme!
Um abraço e bons sonhos!

Jack disse...

Alguém tem sempre que dar bons exemplos, pena que isso não aconteça mais... e quem paga imposto, só se ferra nesse país!
Boa semana!
Bjocks

Esyath disse...

JF,


a questão é... como foi o encontro? Eu gosto da Maith... e acho interessante conhecer o rosto que escrever... inteligência, cultura e humor como ela... - rs.
Quanto ao telefonema... eu sou suspeita... eu as vezes sou muito sem noção... dia desses eu liguei as seis da matina pra brigar com um amigo meu e quem atendeu foi um cara que tinha comprado o cel dele.... depois que falei um monte é que eu soube q o cel n era mais do meu amigo... hehehehehehe


Beijos (Des)conexos!

Blog do Beagle disse...

Que bom te-lo de volta. Estava com saudade dos seus textos e histórias. Meu beagle Baltazar manda uma lambida procê. Bjkª. Elza

Marco disse...

Caro amigo J.F.
Se quiser ver minha entrevista na TV, dê uma chegadinha no Antigas Ternuras. Carpe Diem